Animais

Como cuidar de um cachorro com problemas cardíacos

Pin
Send
Share
Send
Send


O coração de um Cão com doença cardíaca não bombeia sangue no ritmo que seu corpo precisa. Portanto, você deve tomar um cuidado especial com sua dieta. E adapte sua dieta. Este artigo explica como cuidar do coração do cão através da comida, as precauções necessárias para alimentar um cão com problemas cardíacos e alguns hábitos saudáveis.

Cães com problemas cardíacos e alimentação

Um cão com problemas cardíacos não consegue bombear todo o sangue que seu corpo precisa. Este é um obstáculo à sua saúde, pois O plasma é o principal meio de transporte de nutrientes e oxigênio por todo o corpo.

Sem esses combustíveis naturais, Os órgãos e músculos da lata não funcionam no caminho certo. O coração do animal não é capaz de devolver o sangue com oxigênio e nutrientes para o resto do corpo, o que precisa ser saudável. Isso explica por que o organismo de um cachorro com problemas cardíacos trabalha mais devagar, com gás médio.

Problemas cardíacos, como insuficiência cardíaca, não são incomuns em cães. Além disso, como nas pessoas, elas crescem à medida que o cão envelhece. O veterinário Fausto Andrés calcula que "60% dos cães pequenos, como chihuahua ou yorkshire, sofrem de problemas cardíacos quando tiverem mais de dez anos ".

Além disso, entre 20 e 40% dos cães sofrem danos nas válvulas cardíacas, de acordo com os dados da publicação 'WebMd'. Esses portões regulam a entrada e saída de sangue desse músculo vital.

A alimentação ajuda a prevenir e cuidar da saúde cardíaca do cão

Mas Qual o papel da alimentação na saúde cardíaca do cão? "Tal como acontece com as pessoas, muitos dos Problemas cardíacos no cão são devido a má alimentação", diz o veterinário Carlos Gutiérrez, autor do blog Dog Nutritionist.

"Uma dieta correta reduz bastante a probabilidade de o nosso cão sofrer de doença cardíaca", explica o nutricionista canino.

Quer dizer, comida é essencial para prevenir problemas cardíacos na lata. Mas, também, ajuda o cão com doenças cardíacas a ter uma melhor qualidade de vida. Abaixo estão alguns dicas e pequenas mudanças na dieta que ajudam a cuidar do coração Cachorro.

Proteínas animais para alimentar o coração do cão

A carne contém uma substância minúscula, mas essencial, para cuidar do coração do cão: a taurina. Essa molécula alimentar células do coração do animal. Além disso, melhora a capacidade do coração canino de se contrair, um movimento essencial para que ele possa bombear sangue na velocidade necessária.

Portanto, para cuidar e alimentar o coração do cão, a dieta do cão deve conter proteínas animais. Quer dizer, peixe, frango e vaca, entre outros produtos

Os benefícios da taurina para o coração do cão foram estudados pelo Serviço de Cardiologia Veterinária da Universidade de Sacramento (EUA) "As deficiências de taurina explicam boa parte das doenças cardíacas no cão", concluem esses pesquisadores. O papel dessa pequena molécula "explica que cães com problemas cardíacos podem precisar tomar um suplemento de taurina", acrescenta Gutierrez. Nesse caso, o veterinário deve ser consultado para indicar a quantidade diária apropriada.

Pouco sal para o coração canino

Um coração canino que não bombeia sangue suficiente para o corpo precisa de outros cuidados nutricionais. Entre eles, a quantidade de sal (cloreto de sódio) na dieta do cão deve ser reduzida. "O sal aumenta a pressão no coração do animal, e isso é desastroso", explica o veterinário. Muito sal na dieta dificulta ainda mais o trabalho do coração enfraquecido do cão. Portanto, dietas que cuidam da saúde do coração canino têm uma baixa quantidade de sódio: isso reduz a carga extra no coração.

Refeições para cuidar do coração canino

Escolher comida de cachorro é sempre um trabalho ao qual você deve prestar atenção especial. A comida é o combustível do cão, e uma dieta adequada ajudará a melhorar a qualidade de vida do amigo peludo. Esta recomendação é muito relevante quando o cão tem uma doença cardíaca.

Alimentos sofisticados costumam ter alimentos para cães com problemas cardíacos

A maioria das marcas comerciais de alimentos para cães de high-end tem linhas especiais para cães com problemas cardíacos.

Esses tipos de alimentos contêm menos sódio (sal) do que o habitual. Além disso, eles incluem as importantes touradas.

Polifenóis, substâncias que naturalmente contêm vegetais, são outros componentes que fortalecem o coração do cão. Os polifenóis cuidam da saúde cardíaca de cães - e humanos - concluem estudos como o realizado pelo Instituto de Segurança Alimentar da Universidade de Wageningen, na Holanda.

Perda de apetite no animal doente

Um coração doente pode sofrer uma perda de apetite. Portanto, muitos dos alimentos projetados para cães doentes eles vêm na forma de latas ou dieta úmida e eu não acho menos atraente para os cães.

Opte por um dieta caseira para cães, desde que supervisionado por um nutricionista ou veterinário canino, é outra opção alimentar um cão com problemas cardíacos. Essa possibilidade permite que você personalize o menu do cachorro e modifique-o, dependendo de cada animal.

Bons hábitos para o coração do cão

O exercício é fundamental para manter o coração do cão em boa forma. Um animal deve andar pelo menos 30 minutos diariamente. E ao ar livre.

Atividade física regular também ajuda a prevenir a obesidade canina. Estar acima do peso é perigoso para o cão e, principalmente, para o coração. Entre 20 e 40% dos cães estão acima do peso.

Tem que cuide da comida do cachorro desde o estágio do filhote. E adapte a dieta do cão a cada uma de suas fases vitais: é a melhor maneira de cuidar da saúde do seu coração.

Cães pequenos têm um metabolismo mais rápido: isso explica que seus problemas cardíacos tendem a ser mais frequentes.

Cães chatos (braquicefálicos) geralmente têm problemas para respirar, devido à constituição especial da cabeça e do focinho. Nesses animais, prevenir e cuidar de doenças cardíacas é ainda mais relevante.

Aprender a reconhecer problemas cardíacos em cães em casa é fundamental. Para quaisquer sintomas (tosse, respiração rápida ou batimentos cardíacos excessivos) é preciso ir urgentemente ao veterinário.

Oferecer uma dieta de alta qualidade ao cão é essencial para cuidar de sua saúde, especialmente quando eles sofrem de um problema cardíaco.

A dieta do cão deve sempre ser supervisionada por um veterinário ou nutricionista canino.

Leve-o para se exercitar ... mas com moderação

O fato de um cão ter problemas cardíacos não significa que ele não precisa fazer nenhum exercício, mas simplesmente fazê-lo com moderação, impedindo que você fique cansado. De fato, assim que vemos que ele começa a ofegar, temos que ir para casa para que ele possa se recuperar. Mas, caso contrário, podemos brincar com ele, com um mordedor de corda, por exemplo.

Dê comida adequada

Para proteger seu coração, é importante que você receba um tipo de dieta que seja Com pouco sal e um extra de taurina e carnitina, que são proteínas de origem animal que cuidarão disso. Mas não basta, mas também precisamos fornecer a quantidade de alimento que corresponde a ele de acordo com a idade e o peso para evitar consumir alguns quilos a mais.

No caso de o seu cão estar acima do peso, é conveniente que o veterinário informe a quantidade de alimento que você deve comer para voltar ao seu peso ideal e, assim, evitar que seu coração falhe.

Dê a ele a medicação

Se você suspeitar que seu cão tem problemas cardíacos, ou seja, se ele começou a ter sintomas como tosse e perda de interesse no exercício, você deve leve ao veterinário Deixe-o examiná-lo. Uma vez lá, o veterinário fará um diagnóstico e fornecerá alguns medicamentos, como o benacepril, que você deverá dar ao seu cão.

É importante que você saiba que esses medicamentos não curarão o problema cardíaco, mas ajudarão o cão a ter uma vida normal.

E, por último mas não menos importante, dê muito amor. 🙂

Patologias cardíacas em cães

Entre 20 e 40% da população canina sofre danos nas válvulas cardíacas e, curiosamente, a mesma porcentagem está acima do peso, para que possamos ver como o estado nutricional e os hábitos alimentares influenciam a saúde de nossos animais de estimação, da mesma forma que a comida humana também desencadeia inúmeras patologias.

Se extrapolarmos essas porcentagens para raças pequenas, como o yorkshire ou o pequinês, o índice aumentará, pois 60% desses cães sofrem de algum tipo de problema cardíaco.

As patologias cardíacas em cães se traduzem em insuficiência cardíaca, ou seja, o bombeamento do coração é diminuído e, com esse fato, a contribuição de oxigênio, sangue e nutrientes para os tecidos também diminui, afetando toda a sua organismo

Como mencionamos anteriormente, os alimentos estão diretamente relacionados a esse tipo de patologia (embora outros fatores estejam envolvidos) e é possível evitá-los se nutrirmos nosso amigo da maneira adequada; no entanto, se a doença já tiver sido diagnosticada, devemos saber que um adequado A alimentação deve fazer parte do tratamento.

Reconhecer os sintomas de insuficiência cardíaca no cão

Se o nosso cão sofre de um distúrbio cardíaco, devemos avise-o o mais cedo possível, para poder ir rapidamente ao veterinário, que prescreverá um tratamento dietético e, às vezes, farmacológico. A insuficiência cardíaca em cães pode se manifestar da seguinte forma:

  • Fadiga de qualquer tipo de atividade física, como caminhar ou brincar
  • Tosse
  • Respiração acelerada
  • Pulso rápido
  • Perda de apetite

Nós podemos tome o pulso do nosso cachorro Ao colocar os dedos indicador e anelar na coxa do animal, as frequências cardíacas normais são as seguintes:

  • De 100 a 160 batimentos por minuto para cães com peso inferior a 13 quilos
  • De 60 a 100 batimentos por minuto para cães com peso superior a 13 quilos

Alimentos equilibrados ou com>

É evidente que o feed se adapta perfeitamente de acordo com os requisitos nutricionais de nossos amigos, cães e também, no caso de um problema cardíaco, precisamos saber que existem linhas específicas de nutrição canina que vendem ração que atendem a todas as características mencionadas acima em sua composição nutricional. Você também deve ter em mente que, se o seu cachorro estiver comendo, acho que durante toda a vida você não deve mudar abruptamente sua dieta.

No entanto, o problema surge quando nosso cão está acostumado a comida caseira e é diagnosticado com insuficiência cardíaca, por isso devemos tentar cobrir suas necessidades nutricionais específicas através de alimentos para consumo humano.

Em qualquer caso O veterinário lhe dirá que tipo A alimentação é a mais apropriada para o seu caso e ajudará você a implementá-lo progressivamente e também recomendará como alimentar adequadamente seu animal de estimação com comida caseira, se necessário.

Se você quiser ler mais artigos semelhantes a Alimentação para cães com problemas cardíacosRecomendamos que você entre na nossa seção sobre Dietas Caseiras.

Pin
Send
Share
Send
Send