Animais

Antes de pegar um filhote na rua, leia estas recomendações

Pin
Send
Share
Send
Send


Se você é um amante dos animais, certamente terá enfrentado algum tempo em que o abuso ou negligência deles pode se tornar quase uma dor própria, já que situações como a de cães vadios se tornam tão sensíveis ao ser humano que até esses seres um dia internacional que busca conscientizar sobre sua condição.

É sobre Dia Internacional do Cão de Rua, que é observado todo dia 27 de julho desde 2012, promovido por organizações de animais que apontam que não é um feriado em si, mas um dia para chamar a atenção para o tratamento desses animais.

Com a observação do dia, os ativistas pedem para fazer algo por esses cães em situação de rua, seja para alimentá-los, levá-los ao veterinário ou decidir adotar um.

COMO AJUDAR

Se você estiver interessado em participar do resgate de um cão vadio, a primeira coisa que você deve fazer é encontrar uma maneira de remova-o do ambiente prejudicial onde ele está, mas com cuidado especial na maneira como você se aproxima dele, para que ele se acostume gradualmente a você.

Como a maioria das organizações não-governamentais e abrigos estão saturados, a Sociedade Mundial para a Proteção dos Animais indica que um bom conselho é levar para casa com vocêPelo menos até encontrar outra casa.

ILUSTRAÇÃO: TOM PALOMARES

Se você não tiver a oportunidade de mantê-lo em sua casa, a sugestão é desistir para adoção, mas você deve garantir que o animal esteja castradoe quem cuida dele, cumpra seus cuidados.

Finalmente, em termos de sua saúde, independentemente de você permanecer ou desistir da adoção, é importante leve o mais rápido possível a um veterinário para verificar seu status de saúde e concluir sua esquema de vacinaçãoDa mesma forma, você deve dar ênfase especial à sua dieta, porque devido ao seu estilo de alimentação anterior, você não pode começar a dar comida concentrada imediatamente, mas você deve começar com comida caseira, até que seu sistema digestivo esteja pronto para processar a comida ideal.

Os ativistas pedem para fazer algo por esses cães em situação de rua, alimentá-los, levá-los ao veterinário ou decidir adotar um. (ARQUIVO)

Consultório veterinário

Encontre a validação de El Cazamentiras no final das notícias.

Os filhotes recebem parte das defesas através do leite materno nos primeiros dias de vida. Porém, os animais cujas mães foram abandonadas ou na rua podem estar mais expostos a doenças como o sistema imunológico dos pais é geralmente comprometido e diminuído por condições sanitárias inadequadas.

Desta vez, o especialista José Manuel Lasso Delgado, membro da Clínica de Pequenos Animais da Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia da Universidade Nacional da Colômbia, oferece alguns conselhos úteis sobre vacinação para pessoas que consideram uma opção ser um local de passagem ou leve um cachorro de rua para adoção.

A vacinação é um processo importante dentro do plano de saúde dos cães, pois permite a geração e o fortalecimento do sistema imunológico contra algumas doenças causadas por vírus e bactérias.

É o veterinário que deve orientar e individualizar as recomendações sanitárias de acordo com as condições específicas do animal, como origem, idade, área onde você irá morar, estado de saúde, entre outras. De acordo com isso, um plano de vacinação deve ser criado de acordo com o filhote.

Recomenda-se que a primeira vacina é aplicada aos 45 dias de idade, começando com a vacinação tripla de cães, que protegerá o filhote contra Parvovírus, Distemper (conhecido como Moquillo) e Hepatite.

As seguintes vacinas serão um reforço das anteriores, adicionando alguns outros agentes que podem causar doenças, por issoe executará o reforço a cada 2 a 3 semanas até concluir todo o plano de vacinação do filhote e de acordo com a avaliação feita pelo veterinário. Geralmente começa com 1 ou 2 doses separadas da vacinação Pentavalente, que promovem imunidade contra outros agentes, como Parainfluenza e Leptospira.

Finalmente, será aplicado o reforço destes adicionados à Raiva, que é a vacina Hexavalent ou Sextuple. Também será necessário aplicá-lo como reforço anual na vida adulta do animal.

É importante esclarecer que A vacinação anti-rábica não é recomendada em filhotes com menos de 12 semanas de idade.

Algumas diretrizes importantes que devem ser levadas em consideração podem ser:

• Por recomendação e supervisão do veterinário, recomenda-se que o cão seja vermifugado antes de iniciar o esquema de vacinação.

• Não é aconselhável associá-lo a outros animais até que seja controlado por um veterinário, evitando assim o possível contágio de parte e parte.

• Em alguns casos, testes laboratoriais como hemogramas e coprologia em filhotes são indicados antes do início do processo de vacinação.

JOSE MANUEL LASSO DELGADO
Médico veterinário
Clínica de Pequenos Animais
Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia
UNIVERSIDADE NACIONAL DA COLÔMBIA

Como participar da prática veterinária?

Muito simples, basta preencher o formato que você verá abaixo dessas linhas ou que também encontrará clicando aqui. Para mais detalhes, convidamos você a consultar nossos termos e condições.

Baixe o aplicativo Weather. Com ele, você pode escolher os tópicos de seu interesse e receber notificações das últimas notícias. Conheça aqui

Pin
Send
Share
Send
Send